quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Madly in love.

Primeiro amor... Há quem diga que é o nome dado a empolgação que vivemos no início da nossa caminhada com Cristo, quando o aceitamos como Senhor e Salvador das nossas vidas. Porém, eu tenho uma opinião diferente a esse respeito. Para mim, empolgação é empolgação e amor é amor.

Conforme falei em um outro post (leia: Em processo de conversão), existe uma grande diferença entre conversão e santificação. Da mesma forma, existe diferença também entre amor e empolgação.

Não é nadinha difícil (infelizmente) ver nitidamente pessoas que vivem como igreja, sendo, na verdade, meros modistas empolgados. Ser igreja é entrar realmente no nível mais tenso da santificação diária e iniciar o processo genuíno de conversão. Caso contrário, a empolgação passa e você cai da forma mais ridícula que Satanás pode armar para você.

Quando eu ouvi o chamado do Senhor me empolguei e, de cara, amei. Para falar a verdade, depois de alguns anos eu posso dizer que amo muito mais que no começo, estou na minha melhor fase até hoje e também ando muito empolgada. Quanto mais você conhece o Senhor e mais experiências passa com Ele, mais você se apaixona, mais ama, mais empolga-se e mais quer conhecer e viver.

Quando nos deparamos com as situações adversas e as tribulações na caminhada com Cristo, acontece de desanimarmos, pois somos humanos, falhos, limitados e inconstantes. Porém, mesmo que a empolgação se vá, se realmente existe conversão, o amor nunca morrerá, nem se esfriará. Afinal, você tem certeza da sua salvação, conhece muito bem quem tem servido, sabe que Ele sempre terá o melhor para você e que tal provação é para o seu crescimento.

"Considero que os nossos sofrimentos atuais não podem ser comparados com a glória que em nós será revelada." (Romanos 8:18)

Para mim, primeiro amor não deveria ser classificado assim. Ele deveria se chamar apenas AMOR. No meu ponto de vista, se conhecemos o verdadeiro amor uma vez, não existirá nunca nenhum outro que substituirá esse. Não existe segundo, sexto, nem vigésimo oitavo amor. Se Deus é um só e Ele é amor, logo, isso explica tudo, certo?!

Você sabe que está realmente vivendo o ÚNICO AMOR, quando considera-se realmente alguém convertido e firme diante de qualquer tribulação, já que a sua dependência e confiança está totalmente no seu Redentor que Vive!

Se você tem vivido na empolgação, cuidado! Ela vai embora no primeiro vento que bater.


Jesus quer te mostrar o verdadeiro e único amor. Amor imbatível, incondicional e infalível. Amor que lança fora todo medo (I João 4:18), que não inveja, não se ensoberbece, que tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta, não maltrata e nunca morre (I Coríntios 13). Esse é o amor do verdadeiro convertido.

"O Senhor conduza os seus corações ao amor de Deus e à perseverança de Cristo." (II Tessalonicenses 3:5)

Ame genuinamente, persevere e resista aos ventos e tentações.
Esse é o verdadeiro, único, eterno e crescente amor!

8 comentários:

  1. Muito edificante, que Deus continue te usando e abençoando.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo8/2/12

    glória a DEUs achei alguem que pensa
    na mesma linhagem!!

    rsrsrsrs

    by flavinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achooooou! kkkkk

      Estamos em sintonia com o Senhor. Por isso temos vivido e entendido a respeito das mesmas coisas e recebido as mesmas Palavras.
      Quem tem ouvido, ouve. Quem não tem bate cabeça.

      Excluir
  3. Excelente texto. Muitas das vezes as pessoas querem voltar àquele amor primevo (empolgação), mas como você mesmo disse, não existe o primeiro nem segundo quanto menos o terceiro. Amor é amor, nós é que temos que ter vida constante em Deus e estarmos sempre no centro da sua vontade, buscando sempre o seu querer. Parabéns pelo ótimo texto. Deus abençoe.

    ResponderExcluir
  4. a paz, eu penso que em nossa vida espiritual temos que ter um crescimento gradual, se a pessoa que aceitou a Cristo passou por todo aquele momento intenso, de amor a Deus e a sua obra, não esta tendo esse crescimento, é porquê, existe algo de errado, precisa para e fazer uma reflexão e voltar, não ao primeiro amor, mais a um crescimento e a um amadurecimento espiritual.
    Deus não quer que sejamos meninos na fé e sim servos capacitados para um grande obra.
    abrços,
    rcostaalves.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Boa postagem muito boa mesmoooooooooooooooooooo

    ResponderExcluir
  6. Irmã Camilla
    A Paz do Senhor

    Fiz uma visita no seu blog e achei interessante. Estou me tornando seguidor de seu blog e gostaria que a irmã visitasse o meu blog também e torna-se seguidora dele. O meu blog possui estudos bíblicos e notícias religiosas que saem na imprensa. A irmã vai gostar. Deus abençoe.

    Rafael Carlos
    fidelidadeajesus.blogspot.com

    ResponderExcluir

Compartilhe conosco a sua opinião e SALGUE também com seu testemunho e comentário. ;)